Venezuela: o circo está armado

Fevereiro foi um mês bastante intenso na Venezuela.

2 presidentes:

– Maduro, atual líder da máquina estatal, sob reeleição não-reconhecida pela oposição e por mais outros países, mas que segue com apoio da maioria dos militares;

– Guaidó, que se declarou presidente inteirino, ainda governando simbolicamente, buscando e obtendo apoio de outros países, dentre eles Brasil, Colômbia (que já teve suas relações comerciais cortadas por Maduro) e EUA.

Muitos são os interesses políticos de todos os envolvidos e, infelizmente, muitas são as penalizações ao povo, que segue vivenciando conflitos, além da fome e da pobreza que já tem sido realidade…

O clima na Venezuela e nas fronteiras continua quente, considerando que Maduro fechou a fronteira com a Colômbia e com o Brasil (Roraima), impedindo as ajudas humanitárias no Dia D, 23/02/2019, sob argumentos de existir uma politização, principalmente dos EUA, a fim de infiltrar no país e, também por alegar que “ajudas humanitárias” são válidas apenas quando partem de organizações neutras, como a Cruz Vermelha, ONU, dentre outras, que ajudam com o fim específico de apenas ajudar.

Lembremo-nos que Venezuela é um dos principais países produtores do Ouro Negro, o petróleo… o circo está mais do que armado e parece longe do fim. Em busca de poder, o povo segue padecendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s