Viver o presente é massa e desafiador

Não sei se já aconteceu com você, mas comigo isso é algo que vira e mexe paira minha mente: preocupar-se com o amanhã, esquecendo-se de viver hoje.

Isso gera uma ansiedade desnecessária, considerando que nem temos certeza de que o amanhã existirá.

Jesus, um cara maneiro pra caramba, durante o sermão do monte, disse: “…não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.”.

Sempre ouvi isso, entendo como é da hora o presente, mas costumo dizer que é desafiador, visto que muitas vezes deixo o futuro martelar minha mente.

Já vivenciei algumas situações na vida que a insegurança do incerto futuro deram aquela acelerada na minha cabeça. Outras em que a vontade por chegar aquele dia lá da frente piava no meu interior.

Aqui em Londres, por exemplo, minha paciência e meu nível de ansiedade já foram testados em um grau que só Deus e meu psicólogo sabe 😅! Você talvez também já tenha tido seus picos de um ser ansioso. A começar pelo dia que aqui cheguei com Carlos e não tínhamos emprego ainda e o dinheiro estava super restrito. Como seria a semana seguinte era uma das questões que nos fazíamos!

Esse é apenas um exemplo. Outras muitas coisas aconteceram e que em alguns momentos deixamos de lado o hoje, focando no louco amanhã que é incerto, um amanhã que um dia ou outro, não teremos mais, enquanto que o hoje, o presente, está aí nos convidando a vivê-lo.

Esse viver o hoje inclui dias bons, dias maus. Dias de alegria, de ver a família, rever amigos, de trabalho produtivo, de férias merecidas, de lazer… outros, o choro vai bater à porta, as perdas vão acontecer, mas tudo faz parte da vida. E você, eu, nós teremos que enfrentar.

O esquema é encarar o agora! É o agora que existe. É ele que é certo, bom ou ruim, é o hoje que vale!

Façamos sim planos, tenhamos sonhos, busquemo-os, mas não deixemos que o futuro tenha o foco. Valorizemos o hoje, o único tempo real.

Harry Potter, Reino Unido e curiosidades

Não sou hiper fã de Harry Potter, mas sou fã de cinema, teatro, arte, boas produções, bons escritores e oq isso tudo provoca nas pessoas, inclusive ao ponto d uma obra transformar-se em sucesso mundial como Harry Potter.

Como menina do interior, ao chegar em Londres, demorei p/ perceber q aqui grandes produções são gravadas, inclusive muitos atores famosos das telinhas andam pelas mesmas ruas q eu ando, muitas premieres se dão ali perto do meu trabalho, na Leicester Square. E não q isso seja “fãzisse”, mas é muito interessante ver pessoas e cenas reais, q podem ser vistas no ao vivo, para depois ver a mágica das edições, roteiros, direção, até chegar a nós espectadores.

Diante disso, não ser super fã da saga Harry Potter não quer dizer q não posso me admirar c/ essa produção, ainda mais surgindo aqui onde estou.

Algumas curiosidades relacionados à obra Harry Potter:

🧙🏻A saga da autora JK Rowling já completou 2 décadas. Filha de um engenheiro aeronáutico e de uma técnica de ciências de um departamento de química, Joanne Rowling cresceu rodeada de livros. “Eu vivia para os livros’ ’, disse ela. “Eu era uma leitora ávida comum, completa, c/ sardas e óculos do National Health.” Semelhanças c/ Harry?

🧙🏻Muita leitura e prática da escrita desde muito cedo, muita criatividade e muito acreditar que é possível! Isso não faltou pra essa autora, que concebeu a ideia de Harry Potter em 1990 enquanto estava sentado em um trem atrasado de Manchester para Londres King’s Cross. Nos cinco anos seguintes, ela começou a mapear todos os 7 livros da série.

🧙🏻 O livro foi publicado pela primeira vez pela Bloomsbury Children’s Books em junho de 1997, sob o nome J.K. Rowling.

🧙🏻 Em 2001, a adaptação cinematográfica do primeiro livro foi lançada pela Warner Bros.

🧙🏻Hoje é obra orgulho dos ingleses, forte símbolo do país.

🧙🏻Alguns lugares de Londres onde cenas foram rodadas:
✔️Australia House
✔️Estação de Trem King’s Cross Station
✔️Millennium Bridge
✔️London City Hall
✔️Great Scotland Yard
✔️St Pancras Renaissance Hotel
✔️Claremont Square
✔️Piccadilly Circus
✔️Leadenhall Market
✔️Reptile House

Vc prefere Harry Potter filme ou livro?

#brasileirosemlondres #tbt

✈️Vai viajar para o exterior?

Fique de olhos nas documentações já óbvias de viagem, como passaporte válido e passagem correta, mas principalmente, neste momento, nas restrições de COVID que os países estão aplicando.

Estávamos lá em Palma de Mallorca, Espanha, para embarcar pra cá, Reino Unido. Atualmente, você precisa ter agendado o teste, bem como preencher um formulário de localização do passageiro e apresentar o status de vacinação. Esse status interfere inclusive nas regras de entrada no país. Caso venha pra cá, consulte o site do gov.uk.

Como estava dizendo, já no aeroporto, no portão de embarque, o pessoal da companhia aérea começou a checar nossa documentação, essa exigida pelo Reino Unido quanto às restrições de COVID. Apesar de todos ali estarem com tudo devidamente preenchido e muito provavelmente já tinha anexado ao app da Ryanair, eles solicitaram tudo novamente. Para nós 2, foi tudo tranquilo, mas notei uma senhorinha bem apreensiva. Parecia que algo faltava para ela.

Enquanto a fila ainda não formava-se, ela fazia uma caça no celular e por algumas vezes o atendente da companhia vinha falar com ela. Até que uma hora ele disse a ela: “Sem isso, você não pode embarcar!”. Ela já bastante nervosa, resolvi me aproximar e oferecer ajuda. Vi que ela estava com dificuldades com a tecnologia do celular. Ela dizia que precisava do formulário de localização do passageiro. Naquele momento, ela digitava os dados no site do governo, mas a senha constava como inválida. Como sabia que era possível reenviar o formulário, pensei em recuperar a senha ou fazer um novo formulário da zero, caso ainda tivesse algum tempo. Ela digitava tudo muito devagar. Lembrei dos meus pais e sogros com acesso à net 😅❤️. Pedi para ela se eu poderia procurar e digitar pra ela. Ela deixou. A amiga, também senhorinha, respirou aliviada.

Fucei em tudo: fotos, screenshots, downloads e nada. Enquanto isso a fila andando. Não tinha certeza se daria tempo hábil para fazer um novo formulário. Tentei resetar a senha, já que ela digitava e não dava certo (deveria ser uma senha cheia de caracteres já que o governo exigia isso). Acho que ela realmente se esqueceu da senhona.

Tentei várias vezes recuperar a senha, mas ia para um telefone fixo que ela cadastrou. Ou seja, não receberia nunca a senha. Tentei resetar, dava erro no site do governo. Tentei refazer o formulário, até seria possível se ela tivesse o login. Mas o BO era a senha e não rolava criar um novo login para uma mesma pessoa. Site de documentos, você já sabe, né?!

Até que finalmente o bug do site do governo deu uma folga. Isso só ocorreu quando acessei o site do governo pelo e-mail dela, o link que ela tinha recebido dias antes. Consegui resetar a senha. Como não tínhamos tempo hábil para ela digitar uma senha dela, principalmente criar algo com aquelas regras, criei uma senha minha, a avisei sobre isso e ela aceitou. Deu certo! O bendito PDF abriu! A fila quase acabando e ela conseguiu entrar. Me olhou muito agradecida e partiu… sem a senha, porque esqueci de passar pra ela e ela de me pedir. Espero que ela reset a senha como eu também fiz.

Moral: confira e faça todos os documentos necessários, tenha eles todos em mãos, ou garanta fotos e arquvos dele no seu celular (desde que seu celular tenha bateria). Mas enfim! Tenha eles de pronto caso qualquer um peça! E mais… ajudem os mais velhos, principalmente nesse quesito tecnologia. Por um deslize, você pode ficar barrado e não embarcar.

Sucesso

Texto de Carlos Cogo; Correção de Karen Campana

O sucesso é uma estrada muito longa e muitas vezes pode ser um caminho solitário e doloroso. Você terá que matar um leão por dia e poucos estão dispostos a pagar o preço. O sucesso pode ser uma montanha muito alta que você tem que escalar, portanto você precisa ter equipamentos, treinamento, persistência e paciência para poder chegar no pico da montanha.

Você se deparará com muitas pedras no seu caminho: algumas você contornará, outras você escalará e outras você precisará de ajuda para removê-las.

Você precisa acreditar no que está fazendo. É uma luta vencível e muitas vezes você falhará e falhará, e de novo e de novo.

Muitos tentaram um caminho e na primeira falha desistiram; outros continuaram mais uns quilômetros, mas as grandes pedras os impediram de continuar e morreram na praia. Outros caíram, levantaram, persistiram e alcançaram suas metas. A grande lição disso tudo não é como você começa, mas sim como você termina.

Conforme você trilha seu caminho, você adquire experiência e descobre jeitos diferentes de fazer o que precisa ser feito. E assim, mais uma linha na sua história vai sendo completada.

Inevitavelmente, por vezes, também o fracasso bate à porta, mas lembre-se: isso não é o fim. Enquanto há saúde e disposição, é possível recomeçar. A diferença entre um perdedor e um vencedor é que o perdedor desiste de continuar. Em qual time você está hoje?

Olhe para as pequenas coisas que você conquistou no seu caminho e comemore! Todas as conquistas são importantes. Quando você inicia algo pequeno e faz direito desde o começo, o retrabalho é geralmente poupado. E assim, com o passar dos dias, o que era pequeno se torna grande.

Para tornar-se bom em algo, leva tempo. A constância é o segredo.

Sucesso muitas vezes é visto como algo super distante, quando na real trata-se de obter resultados positivos, ainda que aparentemente pequenos, depois de algumas tentativas, seja nas áreas profissional, acadêmica ou pessoal. Os pequenos passos são importantes para alcançar maiores níveis.

Em vez de pensar que a grama do vizinho sempre é mais verde, que tal olhar para seus pequenos sucessos, a fim de conquistar outros objetivos ainda maiores? Foco e não perca tempo com autossabotagem e cobiça. Quando olhamos o sucesso de outras pessoas com esse olhar de inveja e/ou comparação, tendemos a ver apenas sob nossa perspectiva e essa pode ser uma ideia equivocada, pois não conhecemos a pessoa, a história dela e nem quais meios ela utilizou para chegar até lá e se todos esses meios encaixariam-se ao nosso perfil.

Quando você descobrir o que é sucesso para você, começará a direcionar as suas ações, visando alcançar esses resultados. Você encontrará motivação para isso, descobrindo o que realmente importa na sua vida. E, consequentemente, perceberá que todo mundo tem uma visão bem distinta do que é sucesso.

Para muitos, sucesso é ter dinheiro; para outros, a realização profissional é o que importa; alguns outros entendem que ter uma família e saúde é o maior dos sucessos. Sucesso está então muito ligado ao que você acredita.

Agora me diga: O que é sucesso para você? Por que você quer chegar tão longe? Qual é o seu objetivo de vida? O que você está procurando? O que você está fazendo para trilhar seus caminhos? Quais os limites para chegar a esse topo? Como você sabe que está no caminho certo?

E se foram 4 anos

“Um belo dia resolvi mudar…”

Todos nós passamos por fases na vida, mudanças que nos chacoalham, que nos tiram fora do eixo.

É um desemprego, é um emprego novo, é uma cidade diferente, são filhos que chegam, são dores nas costas, são mudanças de ares, de cidades, de países.

E eu passei por várias dessas mudanças e uma delas, eu diria a maior da minha vida até aqui, aconteceu há 4 anos, exatamente em 23 de setembro de 2017: o dia que peguei aquele busão, rumo ao aeroporto de Guarulhos, a fim de partir para Itália e tornar-me uma imigrante.

Nesse dia e nos anteriores, muita coisa me assombrou: o receio do novo; o ir sozinha, já que Carlos iria somente depois por conta da legalidade; o medo de não ser fluente na língua do lugar de destino; o não saber para onde iríamos depois da cidadania italiana pronta; a incerteza de que minha documentação seria toda aprovada e quando isso ocorreria; a falta de grana que impossibilitava ter uma viagem mais tranquila, sem dor de cabeça; o desconhecimento do lugar e das pessoas com as quais me envolveria; a tristeza de deixar para trás as pessoas próximas a mim e meus dogs, sem saber quando iria vê-los novamente e se iria; a angústia de não saber se daria conta; o desconhecimento de quando conseguiria um trabalho e, consequentemente, se sobreviveria ao mundão capitalista fora do próprio contexto; o cansaço com as vendas das nossas mobílias da casa, encerramento de contas, preparação de malas; a ansiedade natural disso tudo; etc. Nem consigo enumerar esses tantos sentimentos, nem descrevê-los tão perfeitamente. Sei que não foi tão fácil como muito romantizam o mudar-se para o exterior.

Mas, hoje, olhando para trás, eu sei que valeu a pena. Sei que foi uma experiência válida, porque foi nesse processo que fui me redescobrindo e descobrindo novos caminhos. Foi com essa mudança que pude realizar muitos outros sonhos. Foi também com isso que tirei muitas lições para minha vida. Até nas dificuldades superadas e ainda presentes, compreendi que a vida não é fácil, mas é maneira. Entendi que vale a pena tentar. Por mais que as frustrações poderiam vir e ainda vêm, compreendi (e sigo buscando compreender) que posso errar, cair e levantar. Que às vezes não vai dar certo, mas há outras rotas.

Entendi que só saberia que daria certo justamente porque tentei.

Se você sonha com algo, corra atrás!

Sei que para alguns o caminho é mais árduo, mas você pode seguir sonhando e tentando! Espero que as portas sigam se abrindo e você siga criando oportunidades também!

Feliz 4 anos de um recomeço! E que venham outros recomeços e fases! It’s the life!