E se foram 4 anos

“Um belo dia resolvi mudar…”

Todos nós passamos por fases na vida, mudanças que nos chacoalham, que nos tiram fora do eixo.

É um desemprego, é um emprego novo, é uma cidade diferente, são filhos que chegam, são dores nas costas, são mudanças de ares, de cidades, de países.

E eu passei por várias dessas mudanças e uma delas, eu diria a maior da minha vida até aqui, aconteceu há 4 anos, exatamente em 23 de setembro de 2017: o dia que peguei aquele busão, rumo ao aeroporto de Guarulhos, a fim de partir para Itália e tornar-me uma imigrante.

Nesse dia e nos anteriores, muita coisa me assombrou: o receio do novo; o ir sozinha, já que Carlos iria somente depois por conta da legalidade; o medo de não ser fluente na língua do lugar de destino; o não saber para onde iríamos depois da cidadania italiana pronta; a incerteza de que minha documentação seria toda aprovada e quando isso ocorreria; a falta de grana que impossibilitava ter uma viagem mais tranquila, sem dor de cabeça; o desconhecimento do lugar e das pessoas com as quais me envolveria; a tristeza de deixar para trás as pessoas próximas a mim e meus dogs, sem saber quando iria vê-los novamente e se iria; a angústia de não saber se daria conta; o desconhecimento de quando conseguiria um trabalho e, consequentemente, se sobreviveria ao mundão capitalista fora do próprio contexto; o cansaço com as vendas das nossas mobílias da casa, encerramento de contas, preparação de malas; a ansiedade natural disso tudo; etc. Nem consigo enumerar esses tantos sentimentos, nem descrevê-los tão perfeitamente. Sei que não foi tão fácil como muito romantizam o mudar-se para o exterior.

Mas, hoje, olhando para trás, eu sei que valeu a pena. Sei que foi uma experiência válida, porque foi nesse processo que fui me redescobrindo e descobrindo novos caminhos. Foi com essa mudança que pude realizar muitos outros sonhos. Foi também com isso que tirei muitas lições para minha vida. Até nas dificuldades superadas e ainda presentes, compreendi que a vida não é fácil, mas é maneira. Entendi que vale a pena tentar. Por mais que as frustrações poderiam vir e ainda vêm, compreendi (e sigo buscando compreender) que posso errar, cair e levantar. Que às vezes não vai dar certo, mas há outras rotas.

Entendi que só saberia que daria certo justamente porque tentei.

Se você sonha com algo, corra atrás!

Sei que para alguns o caminho é mais árduo, mas você pode seguir sonhando e tentando! Espero que as portas sigam se abrindo e você siga criando oportunidades também!

Feliz 4 anos de um recomeço! E que venham outros recomeços e fases! It’s the life!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s