E não é que já tive “meu lôjinha”

Ontem, minha amiga @canalpaulamedeiros fez um post trazendo algumas lembranças sobre um brechó que fizemos a fim de Carlos e eu juntarmos grana para irmos à Itália fazer nossa cidadania e posteriormente estabelecer vida aqui na Europa. E daí pensei! Realmente! Essa foi uma boa história! Quer dizer, várias histórias nos brechós realizados.

Maio, Junho, Julho e Agosto de 2017, uma vez em cada um desses meses, em Cambé-PR, era realizado pela @leonela uma feira-brechó, em que pagávamos um valor de aproximadamente R$ 100 pela “lojinha”, local onde poderíamos expor nossas coisinhas para venda, novas ou usadas.

Naquele momento, Carlos e eu havíamos decidido ir à Itália para fazer cidadania, mas não tínhamos um tostão no bolso. Precisávamos da ajuda dos céus pra levantar a grana e prosseguir.

Além disso, precisávamos nos livrar das traias! Confesso… Eu precisava me livrar daquele guarda-roupa sem fim, um guarda-roupa de uma compulsiva 🤣 (Obs.: hoje estou curada! Quase 😂Glóriaxxxxx!).

Foi então que por 1 sábado nesses meses mencionados, eu e minha equipe… SIM! Minha equipe! Sem eles não ia rolar tantas vendas. Era eu de vendedora, a turca das lábias e dona da maioria das peças; Carlos de transportador das traias e segurança da loja (às vezes eu até o dispensava como segurança para não assustar a clientela 🤣); minha mãe de crediarista da “Romera” (piada interna, já que Carlos já trabalhou lá e o uniforme da véia era semelhante); minha amiga Paula de vendedora e organizadora das araras e lojinha (leia “lôjinha” para dar ênfase na vibe das vendas!); a minha amiga Denise Fontes que, apesar de “concorrente”, me emprestou a máquina dela de cartão, o que super me ajudou com as vendas (obrigada sempre!); minha irmã Karol de assistente de vendas e caixa; os demais da família, de compradores e do marketing boca boca 👄 e on-line.

Foi uma loucura cada brechó!

Conseguimos clientes fiéis e quase pensei que ter aberto “um lôjinha” antes poderia ter me rendido uns dinheiros 🤣!

Detalhe: nada era de marca burguesa e os precinhos eram bem bons! E no fim, ainda fiz sorteios para os clientes!

E foi assim que acumulamos R$ 4000, um pouco mais do que 1000 euros 💶 (considerando a cotação da época! Bons tempos, né viajantes brasileiros?!).

Muitas histórias rolaram nos bastidores, gente que nos roubou itens, gente que deixou de pagar, gente que comprou às pencas, gente que achava tudo lindo e gente que achava tudo o ó. Coisas de quem tem negócios 🤣.

Boas memórias! Suadas lembranças!

#tbt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s