Escreva: com advérbio ou com metáfora?

Há várias formas de dizer a mesma coisa, algumas um tanto mais objetivas, outras um tanto mais subjetivas, umas mais formais, outras mais criativas e por aí vai!

Nesse exemplo, temos duas formas distintas para dizer o mesmo: com advérbio e com metáfora. Com advérbio, tende a ser um pouco menos incisivo, menos criativo, mas muitos ainda optam por essa forma.

Na segunda opção, a metáfora tem o poder de tornar o texto mais enriquecido, principalmente quando se trata de contar uma história, usando gêneros textuais que exigem mais da criatividade, como um post storytelling aqui no Instagram, um conto, uma história em quadrinhos, um texto teatral, dentre outros. Por outro lado, em textos mais formais, como uma dissertação expositiva-argumentativa para concurso público, é interessante evitar o uso de metáforas, já que a objetividade, ponto positivo nesse gênero textual, ainda mais para essa finalidade, tende a ser comprometida. O mesmo para textos informativos e institucionais como notícias, reportagens, manuais, tutoriais etc.

Agora me diga: no seu estilo de escrever, com os objetivos e leitores definidos, qual dessas opções te agrada mais: com advérbio ou com metáfora?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s