Roberto Justus, Lockdown na Inglaterra e COVID-19 no Brasil

Sério que tem gente apoiando a ideia do Roberto Justus no Brasil de conter em casa apenas o grupo de risco?

Cara! Aqui na Inglaterra já fizeram isso. E pelo jeito não deu certo…

Foi decretado, apenas ontem, que tudo seja fechado (exceto comércios de necessidades básicas), diferente de outros países da Europa que já estão parados há algum tempo.

Abro parênteses para informar que ainda há comércios abertos como a Sport Direction (loja de artigos esportivos é necessidade básica?). Pasmem…

Durante todos os últimos dias, os casos têm aumentado entre 500 e 800 por dia. Por que acha que pararam agora?

Tentaram pensar na economia e no bem estar das pessoas de modo a não “trancarem-as” em suas casas, mas o vírus segue circulando, afinal havia pessoas circulando (em número reduzido, se comparado ao “fervo” que é aqui… Acredito que uma redução de uns 70%, pelo menos nas regiões que frequento diariamente).

Enfim… São 72 casos apenas na minha região (Hackney); 134 casos na região do meu trabalho (Westminster); no dia 13 de março, por exemplo, eram 387 pessoas infectadas em toda a Inglaterra. Consegue perceber o aumento?

Fico imaginando como poderá ser ainda mais dura a realidade no Brasil, considerando as regiões de grandes aglomerações, como favelas, em que políticas públicas, muitas vezes, são ausentes (ex. saneamento básico). Abro mais um parênteses e aproveito para divulgar que a Central Única das Favelas (CUFA) fez uma nota pública com medidas de enfrentamento ao COVID-19 para apresentar aos governos e está arrecadando rendimentos para insumos básicos e de prevenção para as favelas no Brasil. Veja mais em: http://cufa.org.br/).

Voltando ao ponto anterior, ricos, investidores, neste momento podem até estar perdendo dinheiro pela redução no consumo (o que tende a “respingar” com força em todos nós pobres e classe média), mas pode ter certeza que estão comprando com valor de pechincha ações na bolsa que devem render uma boa grana provavelmente em um prazo acima de 2 anos (sim… Essa crise deverá ser bem mais profunda se comparada às muitas outras. Mas dinheiro recupera-se, vidas não.)

Veja bem quem você está ouvindo e apoiando…

Basta olhar o que está sendo feito nos outros países e ver o que tem sido efetivo ou não, afinal o Brasil não é o primeiro país a ser atingido pelo Coronavírus. Aprender com a experiência dos outros pode ser positivo.

2 comentários sobre “Roberto Justus, Lockdown na Inglaterra e COVID-19 no Brasil

  1. Essa de coronavirus , ta mais pra arma biológica do que pra um virus que surgiu de forma natural ! Agora todo o planeta afetado com isso ! Acredito em plano maior e que isso é apenas uma introdução , um feito , para algo maior !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s