Propaganda da Gillette e a discussão sobre “masculinidade tóxica”

Hoje, 15/01/2019, pela manhã, assistindo ao Good Morning Britain na ITV, em um dos quadros do programa que é um “bate-papo”, foram convidados um homem e uma mulher, ativistas representando cada um o seu próprio gênero, para debater sobre o comercial da marca Gillette intitulado The best men can be (“Os melhores homens podem ser”).

Legenda do vídeo: Bullying. Harassment. Is this the best a man can get? It’s only by challenging ourselves to do more, that we can get closer to our best. To say the right thing, to act the right way. We are taking action at http://www.thebestmencanbe.org. Join us. Tradução: Assédio moral. Assédio. Isso é o melhor que um homem pode ter? É apenas nos desafiando a fazer mais, que podemos nos aproximar do nosso melhor. Para dizer a coisa certa, agir da maneira certa. Estamos agindo em http://www.thebestmencanbe.org. Junte-se a nós.

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=koPmuEyP3a0

A seguir, a narração do vídeo:

Is this the best a man can get? Is it? We can’t hide from it. It’s been going on far too long. We can’t laugh it off. “What I actually think she’s trying to say?”. Making the same old excuses. “Boys will be boys. Boys will be boys. Boys will be boys.”. But something finally changed. “Allegations regarding sexual assault and sexual harassment…” And there will be no going back. Because we, we believe in the best in men. “Men need to hold other men accountable.”. “Smile, sweetie!”. “Come on!”. To say the right thing. To act the right way. “Bro, not cool. Not cool.” Some already are. In ways big and small. “Say, “I am strong.” “I am strong!””. But some is not enough. “That’s not how we treat each other, okay?”. “You okay?”. Bacause the boys watching today will be the men of tomorrow. It’s only by challenging ourserlves to do more that we can get closer to our best. We are taking action at thebestmencanbe.org.

Tradução:

Isso é o melhor que um homem pode ter? É isso? Nós não podemos nos esconder disso. Está acontecendo há tempo demais. Nós não podemos rir disso. “O que eu realmente acho que ela está tentando dizer?”. Fazendo as mesmas velhas desculpas. “Garotos serão garotos. Garotos serão garotos. Garotos serão garotos.”. Mas algo finalmente mudou. “Alegações sobre agressão sexual e assédio sexual…” E não haverá como voltar atrás. Porque nós acreditamos no melhor dos homens. “Os homens precisam responsabilizar outros homens.” “Sorria, querida!” “Vamos!”. Para dizer a coisa certa. Para agir do jeito certo. “Bro, não é legal. Não é legal.” Alguns já são. De formas grandes e pequenas. “Diga:” Eu sou forte “.” Eu sou forte! “”. Mas alguns não são suficientes. “Não é assim que nos tratamos, ok?” “Você está bem?”. Porque os meninos que observam hoje serão os homens de amanhã. É somente desafiando nossos clientes a fazer mais que podemos nos aproximar do nosso melhor. Estamos agindo em thebestmencanbe.org.

 

Veja legendado em português:

Apesar do brilhante texto, o vídeo conta com uma infinidade de deslikes.

screen shot 2019-01-15 at 10.23.55

 

O tweet da Gillette na própria página deles do Twitter para divulgar esse anúncio diz o seguinte:

“Boys will be boys”? Isn’t it time we stopped excusing bad behavior? Re-think and take action by joining us at http://TheBestMenCanBe.org . #TheBestMenCanBe

(“Rapazes serão rapazes”? Não é hora de pararmos de desculpar o mau comportamento? Repense e tome medidas juntando-se a nós em http://TheBestMenCanBe.org. #TheBestMenCanBe)

screen shot 2019-01-15 at 08.22.37
Tweet da Gillette sobre o anúncio (vídeo acima). Texto original: Disponível em: https://twitter.com/Gillette/status/1084850521196900352

Em tweet anterior à publicação da propaganda acima, a Gillette trouxe uma breve explanação da nova proposta com um pequeno vídeo que diz o seguinte:

Thirty years ago, we lauched our “The best a man can get” tagline. Since then, it has been an aspirational statement reflecting standardas that many men strive to achieve. But we still have more work to do. And it starts today. Join us at thebestmencanbe.org

(Trinta anos atrás, lançamos nosso slogan “O melhor que um homem pode obter”. Desde então, tem sido uma declaração aspiracional que reflete os padrões que muitos homens se esforçam para alcançar. Mas ainda temos mais trabalho a fazer. E isso começa hoje. Junte-se a nós no thebestmencanbe.org)

screen shot 2019-01-15 at 08.23.35
#TheBestMenCanBe is always evolving, but shaping the men of tomorrow starts with actions we take today. Join us at http://TheBestMenCanBe.org. Tradução: #TheBestMenCanBe está sempre evoluindo, mas moldar os homens de amanhã começa com ações que tomamos hoje. Junte-se a nós em http://TheBestMenCanBe.org. Disponível em: https://twitter.com/Gillette/status/1084819975452454913

Como podem notar, a propaganda propõe que os homens revejam suas atitudes e conceitos para que busquem serem melhores para eles mesmos e para os outros.

Voltando ao debate matutino no programa da ITV a respeito da propaganda, cabe destacar que a discussão foi um tanto acalorada.

A ativista, Harriet Minter, junto à apresentadora, Susanna Reid, defenderam a ideia do anúncio ao abordar sobre uma masculinidade exacerbada, ou melhor, um machismo impregnado há anos na sociedade, seja relatado nas propagandas, seja demonstrado na vida real, que por vezes não tem limites e extrapola a linha do respeito à mulher. Elas também apontaram ser interessante discutir sobre os homens também terem emoções e que isso precisa ser compreendido no dia-a-dia para que relaçōes possam ser construídas de modo mais saudável.

Do outro lado, o ativista homem argumenta que a masculinidade não pode ser tratada como vilã, repudiando as “correçōes” de comportamento demonstradas no anúncio. Inclusive o outro apresentador, Piers Morgan, apoiando tal ideia, questiona a cena da briga entre os meninos, compreendendo com extrema normalidade que isso aconteça e que eles “se acertem”, bem como a masculinidade “sadia” representada nos esportes como na propaganda dos 30 anos atrás (a seguir).

 

Apesar do apresentador já ter usado um tom alto em outras discussões de outros dias, hoje o bate-papo aqueceu e sem acordos quanto às diferentes perspectivas. Piers Morgan ainda usou o termo “macho alfa” para defender suas convicções. A apresentadora, por fim, optou por silenciar-se e apresentou um sorriso discreto, ao mesmo tempo reprovativo, enquanto ele fechava a pauta, sobressaindo-se com sua opinião.

A seguir, parte do debate já postado no Twitter do programa:

(Tradução: Harriet Minter acredita que o novo anúncio da Gillette celebra conquistas masculinas, mas Peter Lloyd argumenta que se o mesmo anúncio fosse feito sobre mulheres, seria considerado não-PC. O que você acha?)

 

No Twitter, Piers ainda postou:

screen shot 2019-01-15 at 09.21.27
Traduçāo: Se a Gillette fizesse um comercial baseado no fato de as mulheres serem ruins e é assim que todas elas podem ser melhores … as mesmas feministas radicais que amam esse anúncio enlouqueceriam. Disponível em: https://twitter.com/piersmorgan/status/1085084022299082752

Tal posiçāo teve adeptos e contrários:

screen shot 2019-01-15 at 09.33.54
Traduçāo: Sim, obrigado @piersmorgan por falar sobre o #GilletteAd em @GMB – o mundo ficou completamente louco, por favor, vamos deixar os homens serem homens! Disponível em: https://twitter.com/katy_red/status/1085081827646337024
screen shot 2019-01-15 at 09.29.15
Tradução: Não me admira que muitos homens ficaram indignados com esse anúncio. Para a maioria deles, ver as coisas negativas deve ter sido como olhar para um espelho. Ver verdades desconfortáveis pode torná-lo defensivo. Disponível em: https://twitter.com/tomthegrinch/status/1085088704904024065

Considerando o calor da discussão no programa diante de opiniões diferentes e analisando o discurso do anúncio e as associadas curtidas e descurtidas, talvez alguma coisa tenha que mudar e realmente a Gillette está no caminho.

De qualquer modo, com toda certeza, analisando o critério do Marketing e Propaganda, creio que a Gillette atingiu o alvo: atrair a atençāo para a marca. Parabéns, Gillette.

 

E você, o que acha?

 

 

 

6 comentários em “Propaganda da Gillette e a discussão sobre “masculinidade tóxica”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s