De pernas para o ar!

Em ano de eleições, parece que o cabaré pega fogo! Mas, na verdade, não é de hoje que o “circo” democrático está sob fogareiro.

Nos últimos dias, vários acontecimentos tem desgastado a imagem do país no campo político.

Ainda estamos no dia 11 de setembro (dia sempre muito marcante, por sinal) e apenas nestes primeiros dias do mês já tivemos:

  • um candidato à presidência, o Sr. Jair Bolsonaro do PSL, levando facada de um homem que discordava de suas ideias, conforme indica uma das teorias, inclusive pela PF, como aponta o site da UOL. Isso foi notícia no mundo, afinal estamos falando de violência a um candidato ao cargo central das eleições 2018.
  • diante do fato anterior, várias visões sobre o ato surgiram, como possível envolvimento de partidos de oposição envolvidos, como o PT; montagens de Photoshop de aliados do Bolsonaro para incriminar outros partidos; direita e esquerda se digladiando em busca de culpados; outros defendendo a não violência independente para quem, enquanto outros até desejando a piora do quadro de saúde do candidato.
  • um outro candidato, este à deputado estadual do Paraná, pelo PT, Sr. Renato Freitas, advogado criminal e mestre pela UFPR, baleado com balas de borracha pela Guarda Municipal de Curitiba. Isso foi notícia até no El País. A Guarda Municipal alega desacato, conforme nota da prefeitura, enquanto o candidato afirma tratar-se de abuso de poder, enquanto estava fazendo panfletagem sobre sua candidatura. Essa não é a primeira vez que Renato e GM tem um embate (veja a versão de Renato sobre esse último caso). Os casos estão sendo apurados. Por mais que possa parecer um caso isolado, Renato também é um candidato e está envolvido no meio político, portanto temos que ficar bem atentos aos fatos, investigações e alegações.
  • um outro candidato, especificamente ao cargo de Senador pelo Paraná pelo PSDB, que está em segundo lugar pelas pesquisas (com grandes possibilidades de nova candidatura) e que foi o último governador do Estado, 2 mandatos em seguida, Beto Richa preso por uma operação do GAECO, prisão temporária de 5 dias para apuração. Ele também é alvo de uma outra operação realizada pelo Ministério Público do Paraná. Mesmo assim, segue bem cotado nas pesquisas. Fiquemos atentos a mais essas investigações e constatações.
  • um “bando”de Rolândia, inclusive o prefeito da cidade pelo PSDB, o Sr. Francisconi, foram afastados de seus cargos pela operação denominada “Patrocínio”. Mais de 7 milhões envolvidos. Seguimos acompanhando.
  • A procuradora-geral Raquel Dodge arquivou inquérito no qual o senador Aécio Neves (PSDB), candidato a deputado federal nas eleições deste ano, era investigado por supostamente enviar registros bancários falsos à CPMI dos Correios, em 2005 e 2006.

Enfim…. sem contar tantas outras que já se passaram ou que estão passando como a de Lula, ainda preso, Aécio, ainda solto, e por aí vai…

Fiquemos atentos em relação aos acontecimentos que tem balançado a nossa democracia, sempre pesquisando a fundo todos os assuntos (diversas fontes e leituras) para evitar as fakenews e ampliar o ódio e espaço para maior corrupção. Lutemos para que justiça seja feita e os criminosos paguem pelos seus atos e que a democracia não seja construída sob a violência, afinal não combina. A palavra democracia, de origem grega, é “governo do povo”. Façamos nossa parte com extrema cuidado, cautela e consciência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s