Boa, Renata!

Na entrevista de ontem, 28/08, no Jornal Nacional da Rede Globo, foram feitas algumas perguntas polêmicas ao candidato à presidência Jair Bolsonaro, perguntas estas um tanto repetitivas, mas talvez com uma necessidade midiática ou anseio de respostas exatas que não venham fugir da temática.

Dentre elas, a apresentadora Renata Vasconcellos questiona se o candidato possui alguma política em prol de salários iguais entre homens e mulheres quando realizam a mesma função.

Veja aqui um trecho da entrevista

Faço algumas observações quanto ao episódio:

  1. Comparar salário de Bonner com o dela não rola…. São funções diferentes e tempo de trabalho também, ou seja, vai além da bancada.
  2. O salário de Bolsonaro que é servidor público pode sim ser apresentado a todos como qualquer outro servidor público.
  3. Apesar da Rede Globo receber dinheiro público, não justifica divulgar o salário dela, Renata, que é contratada de uma empresa privada. Como empresa privada, a Globo só recebe fundos dos entes públicos justamente porque há interesses, como a divulgação d informações que promovam os próprios carniceiros da política a ponto de manipular uma massa, por exemplo, seguindo com seus planos. “A União paga o salário do grupo Globo”, porque tem interesses e não vejo políticos querendo se desfazer dessas mídias (nenhum!). Não seja hipócrita querendo afirmar que o salário dela (privado) e dele (público) devem ser mostrados a todos, sob o mesmo “dever”, como ele quis apontar, a fim de se sair da pergunta e “apagar” o que já falou a respeito do assunto.
  4. Bolsonaro não pensa em políticas que tragam a igualdade de salários para diferentes gêneros, ainda que tenha igualdade de funções. Se tivesse, já as apresentaria e não colocaria apenas contra-argumentos sem respostas incisivas sobre possíveis práticas. Inclusive, me admira as mulheres que não conseguem ver isso. Eu sei o quanto é difícil suar a camisa. Ser paga por isso é interessante já que vivemos nesse mundo capitalista.
  5. Ninguém está culpando Bolsonaro, ou um ou outro partido sobre essa desvalorização da mulher. Estamos tentando focar no presente e no futuro, no que se pode fazer para melhorar essas diferenças. Mas pelo jeito, ele não pensa em mudar nada, nem promover nada para que esse rumo se modifique, afinal já está na constituição, como ele mesmo disse, assim como o direito à saúde e à segurança, bem como o respeito aos diferentes (brancos, pretos, amarelos, “gays”, heteros…), dentre outros dizeres que constam na constituição, mas que na prática passam longe! Por isso, defendo que políticas sejam promovidas a fim de que a lei, com seus direitos e deveres, possa ser validada na prática.

Afinal…

Se é mesma função, por que salários diferentes?

Para aqueles que afirmam ser mimimi, estudem e verifiquem os dados abaixo:

https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/20234-mulher-estuda-mais-trabalha-mais-e-ganha-menos-do-que-o-homem.html

www.ibge.gov.br

Penso que os que o defendem sob esse ponto de vista, seja porque é o candidato deles, seja porque é exatamente o que também pensam, ainda não compreenderam que as mulheres não estão cobrando igualdade pelo o que é diferente, mas sim igualdade de salários quando há igualdade de funções e/ou cargos e, claro, igualdade de oportunidades. Isso não tem nada a ver a querer ser como homens!

Um comentário em “Boa, Renata!

  1. Concordo completamente! E sobre a entrevista de ontem, vi uma pessoa que se quer responde as perguntas! Porque as respostas são sobre outras questões e não o que foi questionado de fato. E uma pessoa que não se responsabiliza por nada. A história nos deixamos para os historiadores. Economia para economistas. Está na CLT. Não vi uma opinião se quer sendo responsabilizada. Vai ver é essa identificação que ele tanto têm com o próprio eleitorado!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s