Marcio Coyote: a Associação Refúgio

Da Série pessoas que Inspiram…

Nascido em 30 de setembro de 1976, em Maringá, Marcio, conhecido como Coyote, é pastor da Igreja Presbiteriana Refúgio, do Jardim Ana Rosa, em Cambé, Paraná, e, também, empreendedor social – como ele mesmo afirma – especificamente, com o desenvolvimento da Associação Refúgio: “Falo que sou Empreendedor Social e este conceito pode ser interpretado de variadas formas, mas, no geral, refere-se aos empreendedores comprometidos com uma causa comunitária. No meu caso, em específico, acredito que se hoje houver um trabalho com crianças e adolescentes focando na garantia de seus direitos, como esporte, educação, lazer e cultura, podemos juntos fazer um mundo melhor. Também sou pastor, ou seja além de trabalhar com o social, trabalho também com o espiritual… Acredito que Deus em sua sabedoria utiliza seres humanos comuns para fazer a vontade dEle. Para isso, basta se colocar a disposição e o mais Ele fará!”.

coyote

Diante de tal ideia, foi quando Marcio começou, junto aos seus parceiros, a desenvolver a Associação Refúgio, há 18 anos atrás, projeto este voltado especificamente para crianças e adolescentes da região de Cambé: “Aqui na ONG buscamos oferecer um espaço para a criança ser criança e brincar”, afirma Coyote. Ele ainda enaltece o trabalho em grupo, essencial para que isso tudo aconteça: “é fundamental uma equipe que trabalha e sonha junto com a transformação da realidade, além, de é claro, a oração, ferramenta especial e essencial!”.

Veja aqui um vídeo de um dos trabalhos realizados no projeto.

No projeto, são disponibilizadas aulas relacionadas às artes e esportes, como aulas de capoeira, jiu-jitsu, música, balé, street dance, circo e taekwondo. Aproximadamente, são 260 crianças atendidas.

Neste ano, a Associação Refúgio foi um dos selecionados para o Criança Esperança da Rede Globo de Televisão (clique aqui e assista a reportagem do Paraná TV sobre a seleção.). Segundo Coyote, “a cada dia há uma história que aquece nosso coração… Seja o reconhecimento da Unesco com a Rede Globo com o Criança Esperança, seja o dia que ganhamos nosso espaço, ou, até mesmo, quando realizamos os Festivais onde todas as crianças e adolescentes se apresentam. São muitos momentos marcantes! Mas o que mais me marca são os pequenos momentos onde as crianças vêm e nos abraçam como um agradecimento singelo e sincero!”.

Um dos propósitos de Marcio e da Associação é tornar-se referência nacional no atendimento a crianças com o serviço de convivência e fortalecimento de vínculo, contribuindo assim para a Missão Integral, ou seja, transformando a vida das crianças e adolescentes.

Marcio ainda destaca alguns grandes futuros projetos: construção de um anexo com auditório para 150 pessoas e, mais futuramente, uma área de lazer para as crianças da instituição, um parque de diversões em uma área de 300m2 e um restaurante que gerará renda para manter a instituição.

Coyote é pontual ao afirmar que o mundo não é melhor por vários fatores, mas destaca o egoísmo: “Temos recursos suficientes para todos viverem muito bem, mas não vivemos bem por causa de uma minoria egoísta! Preferem ver as crianças morrerem de fome, do que abrir mão de seus privilégios! Temos que mudar isso e podemos mudar! Como fazer? Estou tentando! Acredito que as crianças são a chave! Talvez eu não consiga mudar nada… mas pela conscientização dessas crianças, as mudanças podem surgir e por meio das próprias crianças. Compreendo que podemos fazer algo para a sociedade e é isso que busco fazer todos os dias! Tentar mudar o mundo! Mas isso só terá reflexo daqui décadas, ou seja, temos que trabalhar as crianças de agora para que no futuro se tornem adultos responsáveis e pessoas diferentes dessas que hoje estão no poder, por exemplo. Temos que lutar pela formação de pessoas boas, de bom caráter e com compromisso… ter bons líderes! Acredito, inclusive, que o Evangelho de Jesus Cristo pode mudar as pessoas, pois Ele me mudou! – afirma Coyote.

Algumas pessoas ao longo da vida de Marcio Coyote o inspiraram para que hoje ele também se tornasse alguém que inspira os outros: “Tive e tenho várias pessoas que me inspiraram e ainda me inspiram, como o pastor Fabio de Carvalho, já falecido, da Caverna de Adulão, o Pastor Paulo Cappelletti da Missão Sal e claro, que minha maior inspiração, Jesus Cristo”.

Por outro lado, Coyote conta que enfrentou algumas barreiras ao longo do caminho do ativismo social: “Penso que todos que trabalham com pessoas já se depararam com a ingratidão. Para mim, essa foi a maior barreira… Pessoas que você tira da lama podem te colocar na lama e é muito difícil pensar que, mesmo você fazendo o bem, pode ser pago com o mal! […] É difícil entender isso… Estou entendendo aos poucos”. Apesar disso, Marcio nos deixa uma lição: “[…] mesmo fazendo o bem, não podemos esperar o bem, afinal a pessoa que recebe o bem pode ainda estar tão cheia de mal que só pode devolver o mal. Sendo assim, aprendi que o que fazemos para os outros é na verdade um espelho do que somos e isso é importante: saber quem é o outro e saber quem você é!”.

Marcio relembra o filme O Palhaço, especificamente quando o personagem Benjamin, interpretado por Selton Mello, passava por uma crise a respeito de quem era ele e conclui: “O rato come o queijo, o gato bebe leite e eu sou palhaço”. “Quando eu assisti esse filme, eu estava em uma fase que pensava em desistir do que fazia e do que sou… Até que entendi que o que faço e o que sou não depende das pessoas. […] Sou o que sou por causa de Deus e para Ele.”, destaca Marcio.

Respondendo ao “Quem sou eu?”, Coyote se resume a um jogo de palavras: “Sou Marcio de Carvalho, Apelido Coyote. Sou Cristão, discípulo de Jesus, O Cristo. Sou pastor presbiteriano. Sou empreendedor social. Sou filho do Zé do bar, já falecido. Sou filho da Nice cozinheira da creche, hoje aposentada. Sou marido de Michelle e pai de Fabio. Já fui morador da periferia de Cambé. Sou “sangue no ‘zóio'”. Sou só um Palhaço, sem a graça do rir, mas com a graça de Deus!”.

Marcio Coyote segue tentando moldar o mundo para melhor, em seu espaço, como ativista social e pastor… Marcio Coyote segue inspirando uma nova geração de um bairro…. Marcio Coyote, junto a sua equipe, são o “Refúgio” para muitas crianças e adolescentes.

********

Para maiores informações:

Acesse o site do Refúgio.

Acesse a FanPage da ONG.

Fone: (43) 3154-7777 e/ou 99117-5744 (Marcio Coyote)

E-mail: marcio@refugio.org.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s