É verdade ou é mentira? De onde vem tal informação?

É Julho e a quadrilha está armada! Não! Não a quadrilha da Festa Julina, não aquela que cantarola “Olha a cobra! É MENTIRA!”…

Sim… Até tem a ver com MENTIRA… Sim! Estou falando de “Fake News”, um dos embates na realidade da sociedade que tanto vivencia o virtual. Precisamos, então, rever o que compartilhamos e seguimos como verdades.

Na última quarta, 25, o Facebook retirou do ar 196 páginas e 87 perfis ligados ao MBL por manipulação de informações com contas ocultas a fim de interferir no debate público.

O Facebook, por meio de especialistas e profissionais ligados à tecnologia e com sistemas automatizados detectou “não autenticidade”, além de informações disseminadas de modo duvidoso. Em nota oficial, o Facebook afirma que trata-se de “uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”.

Isto é, derrubar o perfil pessoal de “X”, para o Facebook, indica tratar-se de um perfil usado para disseminar inverdades. A autenticidade, regra contratual para criar, gerenciar e seguir com um perfil, foi quebrada. Além disso, alegam que havia “comportamentos não autênticos coordenados, ou seja, em que múltiplas contas trabalham em conjunto com a finalidade de enganar as pessoas”.

Kim Kataguiri, excelente orador e coordenador, já veio a público se explicar, alegando tratar-se de censura e dizendo que o grupo de extrema-direita MBL já entrou com uma ação contra o Facebook, afirmando ser uma questão ideológica (veja a Nota Oficial do MBL).

Não se trata retirar do ar páginas que distribuíam notícias falsas, mas sim de contas não verídicas, de todo um esquema armado para criar-se supostas “verdades” e levá-las a público a fim de moldar as mentes “pensantes”. De acordo com as investigações do Facebook, envolvendo profissionais dos Estados Unidos, Holanda, México, Índia, Brasil e outros países, existia todo um sistema destinado à manipular os debates de esfera pública, colocando informações não tão transparentes e até veladas de modo central, como verdades “absolutas” (desculpe o pleonasmo!).

Por mais que realmente possam existir ideologias e interesses por trás da empresa Facebook, conforme aponta Kim Kataguiri em vídeo na página do MBL, há também ideologias e interesses por trás do MBL, bem como também por trás dos partidos (de direita, de esquerda, de centro, de onde for…), ainda mais em época de eleições (portanto, prepare-se!), das religiões, de determinados grupos, de tudo… “Bobo” é você, eu, nós que nos deixamos levar por conversas “fiadas” e informações “soltas” e/ou aproveitamos para envenenar com nossos conceitos preestabelecidos, preconceitos, estereótipos, enfim, nossas maldades.

É vergonhoso pensar em apelar para ganhar adeptos. Por isso que sempre digo, investigue sempre antes de compartilhar, qualquer coisa, de qualquer pessoa, de qualquer grupo.

A guerra na internet está armada e nem sabemos quem serão os próximos a nos atingir. Por trás de grandes grupos assim, há muito dinheiro para mantê-los. E de onde vem toda essa grana?

DENUNCIE páginas fakes e mais do que isso, seja o esperto suficiente para sempre procurar n fontes antes de sair postando tudo como verdade!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s