Edson Lau Filho: negro, político e agente

Da série Pessoas que Inspiram, Edson Lau Filho: negro, político e agente.

Apaixonado pela política, compreendendo-a como uma atividade nobre e vocacional, Edson Lau Filho, 31 anos, nascido em São Bernardo do Campo, região do Grande ABC paulista, e adotado pelo Paraná, como ele mesmo afirma, é Assessor Especial da Juventude no Governo do Estado do Paraná, Presidente do Conselho Estadual da Juventude (Conselho este reativado recentemente depois de 20 anos sem atuação) e Vice-Presidente no Conselho Estadual do Paraná de Promoção à Igualdade Racial e Militância político-partidária. Além disso, atua no Conselho Nacional de Juventude e é Secretário-Geral do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) de Curitiba.

Atualmente, é responsável pela implementação, articulação e organização das políticas públicas voltadas à juventude no Estado do Paraná. Nos conselhos em que participa, auxilia no controle social das políticas, bem como na articulação necessária dos governos com a sociedade civil.

Edson é por parte de pai, filho de paulista e neto de nordestinos. Do lado materno, é filho e neto de mineiros, provavelmente, descendentes de escravos. Casado com uma carioca, é um corinthiano apaixonado, em suma: se declara brasileiro com orgulho.

Lau Filho é negro e destaca que um de seus maiores desafios na vida é a superação da desconfiança e do racismo nos diversos ambientes em que frequenta: “Tento superar todos os dias com muito trabalho. Minha mãe sempre dizia que nós negros temos que trabalhar o dobro para sermos aceitos.” – afirma Edson.

thumbnail_edson lau foto

Para ele, diante de adversidades como essas, dentre tantas outras, é preciso sofrer o “choque” e superá-lo, afinal a falta de ação muitas vezes favorece a propulsão da “maré contrária”. Além disso, Edson afirma que não se pode perder a capacidade de sonhar: “Mais do que sonhar, precisamos ter ideais de vida… gosto de dizer que ter um ideal é o mesmo que sonhar acordado!”.

Em 2016, Edson e os demais da equipe do governo fizeram uma campanha institucional que teve o maior alcance de história do Brasil, denominada “Teste de Imagem”, que denunciava o racismo institucional. Foram milhões de pessoas alcançadas em todo Brasil. Outro resultado importante foi a criação do primeiro programa de atendimento e ação em rede para a juventude do Brasil, o Programa Rede Jovem, do qual Edson se orgulha em fazer parte dessa história.

Lau Filho se define como ” ‘o mais suicida dos que amam a vida.’ Gosto dessa frase que Rubem Fonseca construiu para o Mandrake, um dos seus mais conhecidos personagens. Amar a vida não quer dizer que não devamos assumir riscos. Churchill, inclusive, dizia que pelo menos na política a gente pode morrer muitas vezes”, declara Edson. Por outro lado, Edson ressalta não ser benéfico tomar quaisquer decisões baseados no calor e na emoção. Arriscar pensando é sempre o mais indicado.

Edson

Como legado de vida, Edson quer ser lembrado como alguém que mudou para melhor a vida de quem compartilhou o seu tempo com ele. Para isso, Lau Filho defende a participação ativa como fator principal para mudar a história: “Quem se omite tem a mesma responsabilidade de quem age. Eu prefiro ser um agente da história”.

Edson Lau Filho já foi premiado com a Comenda Honestino Guimarães, em 2015, recebida do Governador de Goiás, pelos serviços prestados junto à juventude brasileira. Foi, também, finalista do Prêmio Profissionais do Ano da Rede Globo em 2017 e finalista do Prêmio Top de Marketing da Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (ADVB), no mesmo ano.

PerfilEdson não se vê como uma pessoa inspiradora, mas afirma: “aprendi em casa e com muito dos mestres que tive pela vida que muitas responsabilidades nos são legadas, deliberadamente ou não, mas o fundamental é realizá-las da melhor maneira possível”.

Por falar em mestres, Edson também se inspira em outras pessoas para ser quem é, como: seus próprios pais, Mário Covas, José Richa, Winston Churchill, Malcolm X, Nelson Mandela, Fernando Henrique Cardoso e Beto Richa.

Como mencionado anteriormente, Edson é paranaense de coração. Para ele, o Paraná “é um mar de oportunidades, de gente trabalhadora e que me acolheu como um filho”. Já quanto ao Brasil, ele afirma não ser um país para amadores: “terra de um povo plural, resiliente e lindo, o Brasil, assim como o mundo, precisa de um encontro com a liberdade e a justiça, urgentemente”. E é por meio de sua participação na política e no envolvimento com a juventude que Edson tem buscado isso. Ele ainda complementa expondo sua posição de vida a partir do pensamento de Thurgood Marshall: “Há um preço a pagar pela divisão e isolamento. A democracia não pode desabrochar em meio ao ódio. A justiça não pode se enraizar em meio à raiva. Devemos abandonar a indiferença. Devemos abandonar a apatia. Devemos abandonar o medo.”

Edson, um negro na política, um agente de transformação na sociedade. Edson inspira. Quem te inspira?

Obs.: Para contatar Edson Lau Filho, envie um e-mail para: edsonlaufilho@gmail.com.

2 comentários em “Edson Lau Filho: negro, político e agente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s